• Aimée Rissi

5 Dicas para Iniciar a Organização das Finanças do Seu Negócio


Estamos passando por um momento desafiador em nosso país, de crise econômica, com aumento de preços dos produtos, do aumento considerável da inflação, do aumento do desemprego, da diminuição do poder de compra da população em geral e da diminuição da renda.


Além desse contexto econômico vivenciado no Brasil relatado acima, aliado ao fato da necessidade de dar conta de tantas tarefas em tão pouco tempo, acabam tirando o nosso foco do bom andamento de nosso Negócio. Há instantes que nos sentimos “sufocadas (os)” com a quantidade de compromissos e responsabilidades para conseguir cumprir e por vezes negligenciamos uma das áreas mais importante nas nossas empresas: as Finanças.


A sensação que muitos empreendedores expressam é de que estão sobrevivendo, não vendo o dinheiro sobrar de seus caixas. Trabalhar duro, e não enxergam resultados concretos de crescimento de seus negócios.


E por quê isso acontece? É comum acontecer porque a dedicação na Área Financeira de seus empreendimentos ainda não é suficiente. Também ao fato de não buscarmos ajuda para mudar esta realidade. O que não é uma tarefa fácil, mas que dá excelentes resultados depois que nos dedicamos a mudar o cenário narrado acima.


E este artigo tem o intuito de dividir com você alguns passos básicos e realistas para você começar desde JÁ a Organizar as Finanças do Seu Negócio. Sem desculpas, sem procrastinar. São, inclusive, estas dicas extraídas do curso que ministro junto com a AO Consultoria, “Empreendendo com as Finanças em Dia”, na qual eu falo mais profundamente sobre este assunto. Preparada (o) para começar a modificar a realidade das Finanças da sua empresa agora? Então, vamos!!!


1) Autoconhecimento para entender como anda sua Empresa: Sem falar de si mesma (o), sem você se entender, será impossível fazer um trabalho financeiro em sua empresa. Sempre falo em minhas aulas e /ou palestras sobre que “Seu Negócio é quem você!”.

Devemos perceber a nossa identidade na forma como lidamos com o dinheiro e como nos comporta com ele, pois quanto mais nos conhecemos, melhor saberemos lidar com nossa Área Financeira.

Na medida que nos conhecemos melhor, conheceremos melhor também o nosso negócio.


2) Registre as Entradas e Saídas: Está é uma dica bem simples, porém com uma exigência de dedicação enorme! Aqui você deverá anotar (ou digitar) TODAS as Receitas (as entradas) e as Despesas (os gastos que saem) da sua empresa. O máximo possível. E não tem pra onde fugir. É uma das etapas principais (mas não única, ok?) para a Organização Financeira da sua Empresa.



3) Separe as Finanças Pessoais das Finanças do seu Negócio: Esta é uma dica que não pode faltar, pois evita muitos problemas financeiros das empresas. Devido a este fato sou um pouco repetitiva. Necessariamente deverá saber com exatidão as despesas que são da Pessoa Física e da Pessoa Jurídica e separá-las o mais rápido possível!! Jamais faça retiradas para seu uso pessoal com o dinheiro da sua empresa sem planejamento. A partir do momento que fizer esta separação conseguirá formar o seu prolabore e tê-lo com uma despesa da empresa. Após separar as contas e identificar o quanto a empresa deverá pagar, defina as datas da transferência para receber este prolabore. Desta forma, terá ciência do quanto os seus gastos impactam em sua empresa.


4) Avalie (Sempre) para Organizar: depois de anotar TUDO que entra e sai financeiramente de sua, olhe de forma mais detalhada o fluxo de caixa dela, sempre se perguntado:

· O que tenho vendido mais?

· O que tenho vendido menos?

· Quando vendo mais?

· Quando vendo menos?

· Quais produtos ofereço?

· Posso criar novos produtos?

· O que tenho gasto sem necessidade?

· Tenho desperdiçado dinheiro? Em quais gastos?

· No que posso economizar nos gastos?

· No que posso cortar de gastos?


Vale sempre lembrar que o dinheiro da sua empresa tem um lugar definido. Crie limites de gastos e siga a risca cada um destes limites.


5) Tudo começa com o Hábito: Entre em AÇÃO sem demora! Reserve tempo para fazer as contas, montando uma agenda e faça com que seja cumprida, com a seriedade de um compromisso muito sério. Sem desculpas, sem procrastinar, priorizando a organização financeira do seu negócio.


6) (DICA BÔNUS) Delegue o que puder: Há tarefas que não temos tanta habilidade ou não temos tempo (o que é bem comum) para se dedicar. Para estas situações, caso tenha condições, contrate outra pessoa para fazer esta tarefa. Entretanto, tenha sempre em mente que a responsabilidade se analisar e tomar decisões é SUA! Resumindo: Se achar a parte Financeira "chata" OU se não tiver tempo para trabalhar com esta parte, DELEGUE!


Eu tenho ciência de que este trabalho é desafiador, porém não é impossível. Não é um “Bicho de 7 Cabeças”, nem nada de “outro mundo”. O que requererá de você é muita dedicação e a certeza de que conseguirá fazer sua empresa prosperar com constância.


gif

Até Breve!


Aimée Rissi

Educadora e Organizadora Financeira

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo